Deprecated: Function ereg() is deprecated in /home/mundosde/public_html/pg_arquivos.php on line 6

Arquivos




Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 107

Deprecated: Function ereg() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 110

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 160

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 161

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 163

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 166
Segunda-feira, 21 de Março de 2011

Prefácio

    Essa semana que passou foi bem complicada. Se já não me bastasse a saúde que anda meio capenga (estou marcando uma bateria de médicos e exames), o post que escrevi semana passada foi apagado graças a um problema no servidor que tirou a wiki do ar. Como eu não tinha outra cópia (sempre escrevo o post direto no site) desencanei de escrever e acabei deixando para hoje. Vamos a ele.

    Desde criança, um dos meus passatemos favoritos era sentar ao lado de meu pai em sua oficina de modelismo e assistir enquanto ele, dia após dia, unia centenas de pecinhas minusculas de madeira para construir um veleiro em escala. Normalmente meninos desenvolvem sua paixão por aviões potentes, carros velozes e até pelos clássicos trenzinhos de brinquedo. Nunca ouvi falar de um que se apaixonasse por navios antigos a vela.

    Depois de crescido, meu fascinio por esses veículos não diminuiu. Sempre fui apaxionado pela temática e pelas histórias de piratas e bucaneiros, seres aventureiros, livres, cuja vida de crimes lhes trazia glória e riquezas.

    A verdade porém esta bem distante disso.

    Mesmo gostando muito do tema, eu só passei realmente a compreender a realidade dos piratas por volta de 2005, quando ganhei de natal o livro "Piratas, Uma História Real de Crimes e Roubos de Piratas Famosos" do autor brasileiro E. San Martin. Aquele foi meu primeiro contato real com o pirata histórico em detrimento do fantástico.

    O choque com a realidade não me fez perder o interesse pelo tema. Na verdade, ao entender a cruel realidade pelo qual esses homens passavam, só passei a mais e mais gostar do assunto. Daquele dia em diante devorei os livros do autor (foram o total de 4, todos pequenas biblias em seu tamanho) e quando esgotei as fontes em português, me vi obrigado a buscar mais livros em inglês.

    Mas por que estou relatando tudo isso a vocês? Bem, minha próxima publicação trata exatamente do tema Piratas e foi o trabalho desse autor a base para minha pesquisa. É claro que O Vento Norte é sobretudo uma ficção, um trabalho onde certas inverdades são exaltadas como qualquer boa aventura, mas eu sei que se não fosse o trabalho de E. San Martin muito do que escrevi não teria a profundidade e o signifcado que gostaria.

    O fato é que 2010 foi uma ano longo e foram necessários algumas dezenas de e-mails entre conversas e negociações para obter aquilo que acredito será um diferencial em meu livro, algo que o torna (ao menos para mim) especial.

    O autor Eduardo San Martin, o mesmo dos livros que tanto me inspiraram, aceitou e me enviou um prefácio escrito por ele baseado naquilo que ele leu em O Vento Norte. O texto com pouco mais de duas páginas discorre de forma muito interessante sobre dois temas presentes no livro. Os piratas reais X os piratas ficcionais e o papel das mulheres na época de ouro da pirataria (séc XVI). Fiquei realmente muito satisfeito com o trabalho e estou certo de que valeu todo o esforço.

    Enquanto o Vento Norte não chega as livrarias, recomendo imensamente a leitura dos livros desse autor em especial o Piratas, Uma História Real de Crimes e Roubos de Piratas Famosos e A Viagem do Pirata Richard Hawkin que são meus favoritos. É sem dúvida uma belíssima introdução ao tema e garanto que para aqueles que se interessam por piratas, será uma viagem inesquecível.

  por Claudio Villa | nenhum comentário



Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 107

Deprecated: Function ereg() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 110

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 160

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 161

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 163

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 166
Segunda-feira, 28 de Março de 2011

Brincando de Deus

    Na semana passada, consegui junto com alguns amigos, retomar algo que a muito tempo eu desejava e que há anos não faziamos, uma reunião sobre os Mundos de Mirr.

    Para quem não acompanhou minha trajetória desde o inicio vale lembrar que os Mundos de Mirr (ou simplesmente Mirr) é o planeta de fantasia onde se passam minhas histórias. Esse planeta não é uma criação exclusiva minha, sendo na verdade uma amalgama criado por vários amigos, cada um responsável a princípio por um reino no mundo.

    Ao longo dos últimos quinze anos, em periodicidades diferentes, nos reunimos para definir alguns pontos comuns no mundo, já que não é possível criar algo coeso se cada um fizer o que bem entende, sem se comunicar. O próprio mapa mundi (que hoje pode ser visto na Mirr Enciclopédia) levou pelo menos dez anos para surgir.

    Durante esse tempo, muita coisa foi criada e anotada em cadernos e arquivos de computador, uma quantidade imensa de informação que pecava por um detalhe, sua unidade e acesso.

    Á criação da Mirr Enciclopédia em 2008 foi exatamente uma tentativa de reagrupar essas informações em um formato único e inteligível para todos nós (e para quem mais se interessasse pelo mundo). No inicio suas atualizações foram poucas e esparsas, mas desde o inicio desse ano, com a ajuda de meu amigo Fábio, a wiki tem crescido em qualidade e quantidade.

    Com o crescimento da Wiki e a "formalização" de certos conceitos em nosso mundo, perguntas que antes não eram feitas passaram a surgir. Como surgiu esse universo? Como se comportam os Deuses? Como eles influenciam a realidade de nosso mundo?. Dizer que isso nunca foi feito seria uma mentira, já que o Ricardo, um dos criadores de nosso mundo, já havia por conta respondido essas questões.

    Porém, quando se cria um mundo com várias mãos, o fato de uma única pessoa ter definido aspectos tão importantes (atitude louvável, ja que ninguém havia se manifestado para tal) causa um certo desconforto. Estariamos todos de acordo com as verdades ali descritas? Haveriam inconsistências que o autor deixou passar?

    Esses questionamentos começaram a ser respondidos na Terça Feira (22/03), quando nos reunimos para analisar o que o Ricardo havia criado e propor nossas próprias soluções. A discussão foi densa, complexa e muitas vezes polêmica. Misturou referências a mitologia grega com a filosofia Hindu na tentativa de criar uma cosmogonia que fosse ao mesmo tempo simples, interessante e factível.

    Confesso que em alguns momentos, senti saudades de discutir aspectos mais mundanos de nosso mundo. Nunca imaginei que iniciar a criação de um panteão de Deuses pudesse ser taõ complexo. O que posso dizer, ao final, é que o resultado esta saindo bem satisfatório e apesar de ainda termos muito o que discutir, em algumas semanas vocês poderão ver o resultado na Mirr Enciclopédia.

    Torço para que essas reuniões continuem e que outros assuntos entrem na berlinda. Quanto mais rico for esse mundo, mas elementos (e desculpas) terei para criar novas histórias para vocês.

  por Claudio Villa | nenhum comentário


Livraria Saraiva Livraria Cultura Livraria Sobrado Siciliano Fnac Livraria Nobel