Arquivos



Segunda-feira, 26 de Abril de 2010

84 Dias de Silêncio

    Parece até irônico que justamente quando prometi que ia cuidar melhor desse blog, eu tenha me afastado por tanto tempo. Na verdade exatos 84 dias e 13 horas de silêncio.

    A razão para isso é a mais banal de todas, não senti que tinha algo realmente interessante para compartilhar com vocês. Na verdade tinha, vou tirar esse atraso agora, mas aconteceram tantas coisas e tenho me sentido tão cansado que a atualização caiu no esquecimento.

    O primeiro fato relevante a ser compartilhado é o fracasso retumbante da leitura Beta do meu novo original "O Vento Norte". Escolhi dez leitores a dedo, pessoas que acredito terem um bom critério para me ajudar a tornar o segundo livro melhor do que o primeiro. Dessas dez, apenas uma me respondeu, fazendo críticas realmente pesadas e desistindo por volta da página 80.

    Das outras nove, nunca mais ouvi falar. Foram três e-mails enviados cobrando o mínimo, um sinal de vida, uma mensagem de li ou não li. Tudo que recebi foi o silêncio.

    Cada dia mais eu tenho dado ouvidos e concordado com meu amigo Sérgio Pereira Couto, jornalista e também escritor. Estou cansado do fandon, do mesmo grupo de pessoas que sempre fala e repete as mesmas coisas. Isso não significa não dar atenção a leitores e outros autores, longe disso, mas talvez seja hora me preocupar mais com meu trabalho e menos com o que os outros dizem. Tenho visto autores como o André Vianco e o Leandro Reis que mal se manifestam no fandon, e acho que vou seguir a trilha desses.

    Foi alias meu bom amigo Sérgio que me salvou do fiasco da leitura Beta. Foi ele quem me conseguiu um novo leitor, alguém que eu nunca tive contato e que em pouco mais de 15 dias fez o que os outros dez não fizeram em três meses, uma análise dura, porém pontual de meu trabalho.

    O Will não se ateve a detalhes como a gramática e a ortografia (que são realmente importantes, mas não para esse momento). Ele avaliou a história do ponto de vista de um leitor e fez observações, críticas e avaliações mais do que pertinentes. Era o que eu estava precisando.

    Outra pessoa a quem devo agradecer é meu bom amigo Gian, autor e sobretudo editor, uma pessoa que tem uma visão diferente e não tão romântica do processo de escrever. Encontrei com ele rapidamente essa semana e ele confirmou o que outros leitores já haviam me dito. O começo de "O Vento Norte" esta devagar, pedante, chato para usar um termo mais simples. Ainda vou me reunir com ele nas próximas semanas e tentar salvar o texto sem ter de reescrever tudo de novo.

    Por fim, um dado mais do que importante é dizer que por motivos de força maior estou saindo do mercado de trabalho livreiro. Pedi demissão na Livraria Cultura por razões mais do que justas, um trabalho de segunda a sexta e um salário um pouco melhor. Sentirei saudades, sem dúvida que sim, pois amo aquilo lá. Porém é preciso pensar no futuro, em um trabalho que de um jeito ou de outro, irá exercitar minhas habilidades de escrita e que irá me dar mais tempo para dedicar a minha verdadeira vocação...escrever.

    Para os leitores antigos, que ainda tem vindo aqui vez ou outra, agradeço a insistência. Não quero fazer promessas, mas quero dizer que as coisas estão mudando e espero poder retomar o fôlego que tinha quando esse diário começou. Não desapareçam, eu estive ausente mas achei meu caminho de volta

  por Claudio Villa | 2 comentários


Livraria Saraiva Livraria Cultura Livraria Sobrado Siciliano Fnac Livraria Nobel