Deprecated: Function ereg() is deprecated in /home/mundosde/public_html/pg_arquivos.php on line 6

Arquivos




Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 107

Deprecated: Function ereg() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 110

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 160

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 161

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 163

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 166
Segunda-feira, 04 de Janeiro de 2010

Antologias

    No primeiro posto do ano (e espero que voltem a ser regulares), quero falar um pouco sobre algo que cresceu em muito em 2009, as antologias de contos.

    Reunião de histórias curtas, geralmente centradas em um tema comum, as antologias tem reunido em suas páginas autores anônimos e desconhecidos numa proporção jamais vista antes no mercado.

    A facilidade na edição e impressão de livros é um dos fatores que tem contribuído para o surgimento de tantas coletâneas de contos. Muitos autores se tornam organizadores, utilizam os serviços de inúmeras editoras sob demanda para lançarem seus livros. Porém, essa profusão de antologias tem um preço que deve ser avaliado antes de pagar.

    A primeira grande questão e que ao menos no Brasil, as coletâneas de contos não possuem uma venda muito expressiva. Os motivos para tal são inúmeros e eu apenas posso falar do que observo no dia a dia de uma livraria. Acho que os consumidores de literatura possuem uma certa desconfiança em relação a contos, especialmente quando esses livros envolvem vários autores.

    Lembro-me de recentemente assistir uma entrevista do autor Nelson Mota (da biografia do Tim Maia) que na ocasião estava lançando uma coletânea de suas histórias. De forma bem humorada, ele declarou a nós livreiros:

    "É um conjunto de histórias, não uma coletânea de contos, porque vocês sabem que conto não se vende no Brasil".

    Quem declarou isso não foi um autor iniciante, mas alguém consagrado, que já vendeu mais de 200.000 exemplares no Brasil (um verdadeiro marco). Aparentemente o conto tem um apelo maior ao fandon de determinado tema (o que acredito explique a boa vendagem de livros como o Steampunk e o Amor Vampiro), mas quando cai na mesmice, acaba também por cair no ostracismo.

    Outro problema a ser avaliado nas antologias é exatamente os autores que as compõe. O somho de publicar algo é no minimo tentador a qualquer pessoa, falo por experiência própria pois já passei por isso.

    É se aproveitando desse desejo muitas vezes incontido de fama e notoriedade que algumas editoras criam suas antologias de contos onde alguns autores serão "selecionados" para compô-la. Por conta disso, cada vez mais vemos pipocar por ai antologias de temas variados com vinte, trinta ou mais autores cuja unica obrigação para com a editora (que esta "apostando" no seu talento) é a de vender uma certa cota de livros para ajudar no custeio.

    A questão aqui é que a maioria das editoras não possui nenhum critério de seleção. Os autores são selecionados por kilo uma vez que cada um deles trará uma cota para custear a obra. Ao final temos uma enxurrada de livros que assim que tem suas edições esgotadas deixam a editora com o lucro, o participante com a falsa impressão de que "já é um escritor pois tem um conto publicado" e o público geral com um material de qualidade duvidosa nas mãos. Muitosdesses livros sequer chegam as livrarias, sendo vendidos aos amigos dos autores que o ajudam massageando seu ego.

    A famosa segunda edição, onde o autor começará a receber os direitos autorais, nunca é impressa e não são raras as vezes em que a editora disponibiliza o material online para "ajudar na divulgação dos autores"

    Quer dizer então que esse negócio de antologia é furada? Que devemos fugir como o diabo foge da cruz? É claro que não, mas é preciso encarar os fatos. As editoras sérias não irão lançar antologias com dezenas de autores anônimos, tão pouco irão cobrar desses a vendagem de uma cota para ajudar nas despesas. Editoras sérias selecionam, recusam e quando apreciam seu material, enviam sugestões de correções e modificações para que seu trabalho se ajuste ao resto.

    Mercado editorial é sim uma loteria, uma mistura de talento, suor e um pouco de sorte. Grandes apostas de grandes editoras afundaram enquanto editoras menores conseguiram extrair leite de pedra. Se você realmente tenciosa um dia levar a sério uma carreira de escritor, comece colocando os pés no chão.

    Um conto em uma antologia (e na minha opinião, nem mesmo um romance como é o meu caso) fazem de vocẽ um escritor. Ser escritor é superar barreiras, é escrever com regularidade, é ter método e aceitar que sua obra não é a melhor coisa já escrita no mundo. Ser autor é ter a humildade de ver que as antologias são uma ferramenta e um exercicio, que devem ser praticadas sim, mas com critério. É seu nome que esta impresso lá, pense onde você vai querer vê-lo impresso no futuro.

  por Claudio Villa | nenhum comentário



Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 107

Deprecated: Function ereg() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 110

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 160

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 161

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 163

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 166
Domingo, 10 de Janeiro de 2010

O Pequeno Principe

    Eu sempre uso esse blog para relatar a vocês experiências relacionadas a arte de escrever e ao oficio de ser um escritor de fantasia no Brasil. Porém algumas vezes certas situações acontecem conosco que precisam ser relatadas, mesmo que não estejam relacionadas diretamente ao ato de escrever

    Aconteceu algo assim comigo na semana passada, uma daquelas situações inesperadas que nos pegam de surpresa e que não sabemos bem como agir. Estava trabalhando na livraria quando um homem acompanhado de um menino de não mais do que dez anos me abordou perguntando pelo gerente da loja.

    Bem, lá na Cultura não temos propriamente um gerente e somos instruidos a analisar o caso para repassar para a pessoa competente. O homem foi direto, disse que queria muito que o garoto lesse o Pequeno Principe, mas adiantou que não tinha dinheiro para comprar o livro.

    A Cultura é conhecida por manter diversos programas de incentivo a leitura, incluindo a doação de livros para instituições e ONGs. Na hora não soube exatamente como agir, apesar de saber que não conseguiria que a livraira doasse o livro para aquela pessoa. Fiz então o que tinha a meu alcance, acompanhei o homem até o infantil, entreguei o livro na mão dele e disse que ele poderia ficar quanto tempo ele quisesse ali lendo.

    Ele agradeceu, disse que o menino era seu sobrinho e que o pai estava preso e que não queria que o menino aprendesse coisa errada. Por ironia do destino ou não, o garoto tinha o olho claro, cabelo loiro meio espetado, muito semelhante ao protagonista do livro que desejava ler. Reforcei ao homem que a livraria estaria sempre aberta e que ele poderia voltar sempre que quisesse ler algum livro. Não poderiamos lhe doar um livro, mas ele poderia utiliza-los a vontade.

    Nesse pós Natal, quando durante dias presenciei centenas de pessoas consumindo desenfreadamente, comprando livros e mais livros muitas vezes sem nem saber do que se trata passei a refletir. Eu mesmo já adquiri inumeros livros ao longo desse ano e desses eu li poucos. Muitos estão guardados, comprados no impulso do momento e sequer sei se os lerei um dia.

    A pilha do Simbolo Perdido do autor Dan Brown continua descendo freneticamente, impulsionado pela fama e pela midia do autor. Penso quantos desses livros "da moda" serão realmente lidos e absorvidos e quantos irão decorar a estante das pessoas. Poucas coisas em meu trabalho me incomodam tanto quanto a sede de alguns consumidores pelos "mais vendidos" ou os "indicados pela Veja". Uma coisa é a pessoa procurar por algo que lhe interesse a outra por algo que alguém alheio disse que ela deva ler.

    Apesar da situação e da impotência, fiquei feliz em ver que aquele homem, mesmo desprovido de recurso, buscou de alguma forma adicionar fantasia e imaginação a aquela criança. Não consigo sequer imaginar como deva ser a vida dela, mas se ja se interessa pela leitura já está um passo a frente de muita gente que apesar do dinheiro, é incapaz de ter opinião sobre o que ler.

  por Claudio Villa | 1 comentário



Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 107

Deprecated: Function ereg() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 110

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 160

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 161

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 163

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 166
Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010

Fantasia Americana

    Recentemente criei coragem e peguei um pocket de literatura fantástica americana para ler. A série "The Living Ship Traders" é um pequeno calhamaço em três volumes, cada um com aproximadamente 800 páginas, ou seja um verdadeiro tijolo literário.

    A autora da série, Robin Hobb, me foi muito bem recomendada e como a série tratava de piratas e navios cersientes, resolvi encarar o desafio de lê-la. Até o momento avancei pouco mais de 50 páginas do primeiro livro, mas já pude sentir algumas caracteristicas interessantes.

    Muito já foi falado sobre trilogias de fantasia nacionais e não vou entrar nesse mérito novamente. Um dos motivos desse fenômeno é uma consequência direta da prolixia literária de muitos autores nacionais que acreditam que suas histórias irão render longas e lucrativas séries. Ao menos com o mercado como esta hoje, isso jão ficou provado ser um tiro no pé.

    Mas voltando a série que estou lendo, uma coisa me chamou muita a atenção, a linguagem e a necessidade da autora de fazer um texto extenso, cheio de detalhes irrelevantes e descrições repetitivas e sem sentido. Resumidamente, as cinquenta páginas que li até o momento poderiam muito bem serem resumidas em vinte.

    O livro é bom? apesar da enrolação constante a história parece interessante e tem me prendido a atenção. O tema sem dúvida ajuda muito, mas ao ver os outros dois calhamaços na minha estante desanima. Rezo para que o primeiro volume termine de uma forma impossível de se largar.

    De qualquer forma fica o eterno aviso que eu mesmo estou aprendendo a duras custas, narre sua história como bem quiser, mas faça deixe de lado o que é para ser deixado de lado. Meu segundo livro que estou terminando, pelo meus cálculos, será menor que o primeiro mas ainda sim com uma trama mais intrincada. Cortar gorduras de um texto não é fácil, mas todo mundo sabe que qualquer tipo de dieta é sempre penosa.

  por Claudio Villa | nenhum comentário



Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 107

Deprecated: Function ereg() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 110

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 160

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 161

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 163

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/mundosde/public_html/mysql_connect.php on line 166
Domingo, 24 de Janeiro de 2010

Um Certo Temor

    Hoje recebi de uma amiga, a tradução de alguns diálogos para o novo livro que aparecerão em "árabe". Coloco a palavra entre aspas porque em Mirr, o idioma assim como seu povo possuem um outro nome.

    Minha intenção com esse recurso e dar ao leitor um sabor diferente ao livro, passar a mesma sensação da personagem que não compreende totalmente esse idioma. É uma jogada de risco, mas acho que dara um sabor especial ao livro

    Conheci a Sherazade (ou Zady) ha uns dois anos no Orkut, quando buscava alguém que conhecesse a língua para me ajudar. Desde o ínicio ela sempre foi muito bacana e solicita, me passando inclusive dicas sobre a cultura de forma a adequar qualquer bobagem que eu tivesse escrito no livro.

    Não é necessário dizer que uma vez que ela me ajudou de tão bom grado, sem nunca sequer me cobrar nada por isso, o mínimo que eu posso fazer é lhe enviar um exemplar quando este sair publicado e é ai que surge um certo temor.

    Em "O Vento Norte", os amirans (como foi batizada essa cultura inspirada nos árabes) aparecem como "vilões" da história uma vez que o principal antagonista, um poderoso lider amiran, utiliza suas riquezas e influência para dar seguimento a uma vingança. Em seguida, teremos a protagonista que pilhando e perseguindo mercadores amirans inocentes buscara reparar o mal causado por esse líder.

    É claro que é dificil dar uma dimensão a história com poucas palavras e sem arruinar a trama, mas comecei a pensar se esse tipo de abordagem não poderia chatear ou mesmo magoar pessoas como minha nova amiga Zady.

    A intenção do livro não é a de retratar esse povo como vilões, mesmo porque alguns até aparecem como vítimas, mas é um temor justificável. Já cheguei a pensar em soluções para "amenizar" essa situação, como inserir um personagem dessa etnia entre os "heróis". Cada vez que penso nessa solução, sinto que estarei fazendo um ajuste forçado, tendo de modificar a história somente por essa razão.

    Deixarei esse questionamento para meus leitores críticos, pedirei que se atentem a esse detalhe e me digam se tem a mesma sensação. Se for consenso, terei de reescrever algumas partes, ossos do oficio.

  por Claudio Villa | nenhum comentário


Livraria Saraiva Livraria Cultura Livraria Sobrado Siciliano Fnac Livraria Nobel